A Obra Social Nossa Senhora da Boa Viagem nasceu na freguesia extinta de Massarelos a 12 de Abril de 1988, tendo então por objetivo a prestação do Serviço de Apoio Domiciliário (70 utentes).

Desde 1983 vinha sendo desenvolvido um trabalho semelhante pela Conferência Vicentina de Nossa Senhora da Boa Viagem, no entanto esse serviço era efetuado com grandes dificuldades devido à escassez de meios humanos e financeiros.

Surgiu, então, a necessidade de criação de uma instituição autónoma, tornando-se urgente o alargamento do quadro de pessoal. Isto só foi possível com a realização de um acordo de cooperação com o Centro Regional de Segurança Social. A partir da assinatura deste Acordo e das suas sucessivas renegociações, a Obra Social teve um rápido desenvolvimento, tendo-se verificado, desde então, o aumento dos serviços prestados, bem como, do número de utentes.

A Obra Social, ciente das carências com que se defrontava a terceira idade da freguesia, assumiu a responsabilidade de concretizar integralmente o serviço de apoio domiciliário e acrescentar uma nova valência que permitisse evitar as situações de isolamento social e, simultaneamente, prevenir diversas situações de risco: o Centro de Dia. Equipamento único existente na extinta freguesia de Massarelos, este Centro de Dia funciona desde Janeiro de 1995 e tem capacidade para 60 idosos. O Centro de Convívio permite a 20 utentes um espaço de partilha durante as tardes. 

Com o intuito de diversificar o âmbito de ação da Obra Social, surgiu o Centro Comunitário de Massarelos (100 utentes), na sequência de serviços criados na freguesia, desde 1992, através do Projeto de Luta Contra a Pobreza “Nascer e Viver em Massarelos”. O Centro Comunitário tem por principal objetivo a promoção dos grupos sociais menos favorecidos da população circunscrita na área da extinta freguesia de Massarelos, tendo em vista a promoção e integração social dos indivíduos, família e comunidade.

Em Setembro de 2001, entrou em funcionamento o Centro de Acolhimento Temporário de Idosos “Domingos Gomes”, com capacidade para acolher 25 idosos acamados ou dependentes, por um período de tempo limitado, permitindo a sua reabilitação física e emocional. Pretende-se, com este equipamento, impulsionar a articulação entre os diversos recursos de saúde existentes na freguesia, em prol dos idosos que vivem temporariamente em situações de perda de autonomia.

E, porque na sua atividade a Obra Social procura estar atenta às lacunas existentes e dificuldades deste trabalho social, no início de 2003 entrou em funcionamento o Lar de Idosos “Padre Miguel” que disponibiliza 9 lugares de internamento permanente e definitivo, com prioridade aos idosos da extinta freguesia de Massarelos.

Atualmente, o sonho passa pela construção de um Lar Residencial para Jovens e Adultos com Deficiência com capacidade para 17 utentes em regime definitivo e 30 em CAO (Centro de Atividades Ocupacionais).

Facebook: https://www.facebook.com/osboaviagem/?fref=ts