O Espaço t – Associação para Apoio à Integração Social e Comunitária, é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, tutelada pelo Ministério da Saúde e com fins de utilidade pública, que promove a integração de um grupo muito heterogéneo de pessoas, utilizando a arte como processo de terapia.

O Espaço t surge num contexto social no qual a necessidade de novos instrumentos no combate à exclusão se torna premente. Um grupo de profissionais das áreas da saúde e das artes mobilizaram conhecimentos e, sobretudo, muito empenho para a criação de uma realidade sustentada por um objetivo primordial: o combate à exclusão social adotando a Arte, linguagem das emoções, como um instrumento privilegiado de comunicação. Assim, em 1994, nasceu o Espaço t.

Ao fomentar a criatividade como linguagem comum, o Espaço t pretende despertar nos/nas seus/suas utentes, formandos/as e restantes utilizadores/as, uma participação social ativa, consciente e livre. Desta forma, o trabalho que é desenvolvido diariamente nas instalações desta Instituição agrega diferentes áreas de intervenção inter-relacionadas:

  • Os ateliês de expressão artística, complementados por um acompanhamento psicológico;
  • O departamento de emprego que assegura a inserção profissional;
  • O departamento de formação e projetos acreditado pela DGERT;
  • As Brigadas Espaço t, que têm por missão levarem as atividades desta Instituição a outras realidades;
  • A linha urgência Espaço t de apoio a indivíduos em situações limite.

Surgem então atividades que sejam um meio de promoção para o desenvolvimento positivo da autoestima e do auto conceito das pessoas que procuram o Espaço t. Estas são ainda potenciadas com as atividade desenvolvidas pelo Clube UNESCO Espaço t (palestras, encontros e passeios temáticos), membro fundador da Federação Portuguesa de Associações, Centros e Clubes Unesco.

O trabalho do Espaço t baseia-se em dois grandes vetores:

  • Enquadramento do indivíduo em atividades artístico-culturais e/ou formativas (formais ou não formais), de modo a estimular as capacidades expressivas e desenvolver o investimento em si próprio.

Objetivo: modificar as atitudes, os valores e as aptidões, promovendo uma mudança positiva do estilo de vida, desenvolvendo a autoestima e o autoconceito.

  • Promover a mudança social, com vista à aceitação da diferença pela sociedade, utilizando, para isso, a divulgação da cultura Espaço t.

O Espaço t assenta em três pilares que interagem entre si, com vista à obtenção dos objetivos propostos por esta Instituição:

ACÇÃO SOCIAL

  • Ateliês de Desenvolvimento Pessoal e Artístico 
  • Gabinetes de Emprego 
  • Brigadas Espaço t 
  • Linha Urgência Espaço t 

 

FORMAÇÃO

  • CESFOR – Centro de Empreendedorismo Social e Formação
  • Projeto CERCAR-TE E5G – Programa Escolhas

CULTURA

  • Revista Espaço Con(tacto)
  • Corpo Evento: Ciclo de Espetáculos em Teatro e Dança
  • Galerias (Galeria Espaço t, Galeria Itinerante Espaço t, Quase Galeria)
  • Congressos
  • Clube Unesco Espaço t
  • Arte Pública
  • Loja da Felicidade

O Espaço t entende o trabalho social numa dimensão transversal, apoiando o individuo nas suas diversas dimensões e não apenas a um nível assistencialista como tradicionalmente é encarado. Apresenta um modelo pioneiro com soluções integradas que procuram sensibilizar para a aceitação da diferença, sem qualquer preconceito ou atitude discriminatória.

Realizam atividades que pretendem ser um meio de promoção para o desenvolvimento positivo da autoestima e do autoconceito das pessoas que procuram o Espaço t.

Estas pessoas são, sobretudo, aquelas que, quer por doença, física ou mental, quer por qualquer outro motivo, estão emocionalmente fragilizadas, e todas aquelas que simplesmente queiram aprender uma nova linguagem artística.

Atualmente conta com cerca de 500 alunos, alguns com problemas de toxicodependência, outros seropositivos, outros portadores da síndroma de Down, doentes do foro psiquiátrico , mental,  também os ditos "normais".

Interessa contudo salientar que o Espaço t, e o “t” significa todos, é um espaço aberto que não se restringe a um grupo delimitado, tendo unicamente como alvo o ser humano.

Através de uma divulgação constante para a comunicação social, instituições públicas e privadas e para uma mailing list de mais de 30 mil contactos é assim feito o contacto com a população em geral.

Em 2016 continuará a ser  desenvolvido os “Palcos para a Inclusão”, onde são apresentadas peças de teatro, dança e canto, para além de pintura e Tai Chi, nos bairros sociais do Porto. Acontecerá, também, o “Corpo Evento” – Ciclo de Espectáculos em Teatro e Dança em Julho no Rivoli teatro Municipal, onde serão apresentados peças e trabalhos de 7 grupos de teatro, canto e dança do Espaço t e ainda a apresentação de peças de teatro de dois grupos convidados. O Espaço t continuará a apresentar exposições na Galeria Inklusa (recentemente inaugurado) onde são apresentadas obras de “artistas” com deficiência física e mental. Nas outras duas galerias, a Quase Galeria e a Galeria Itinerante continuarão a apresentar uma programação diversificada e de qualidade.

Serão desenvolvidas acções e actividades com imigrantes (exposições, conferencias, apresentações publicas), no âmbito do conselho consultivo para a interculturalidade.

O Mercado de Vilar, continuará a ser realizado bimensalmente, onde são vendidos artigos doados por empresas para ajudar na sustentabilidade financeira da instituição.

Muitas outras actividades estão previstas, tais como cursos e workshops, uma grande exposição de arte publica, o desenvolvimento de um projecto no âmbito da prevenção do HIV e um outro sobre a igualdade do género e prevenção da violência domestica.